Raiz forte, riacho doce

0
151

Artista plástica alagoana Alcione Peixoto faz seu debut em exposição com entrada franca nesta quarta-feira (20). Esculturas trazem consigo as vivências da artista com o teatro terapêutico e com a praia de Riacho Doce, onde mora.

Por Oldemburgo Neto

“Busca realmente algo além / que seja diferente, inovador, original, revolucionário fazer / fazer a sua vida revolucionar / ser querido e querer, ouvido e ouvir / espalhar a semente do bem e crescerá raiz forte, raiz raiz.” Esses versos da canção Raiz Forte, da banda Mato Seco, ecoaram em minha cabeça enquanto conhecia de perto o artesanato de Alcione Peixoto durante uma tarde agradabilíssima em seu apartamento na praia de Riacho Doce, bairro ao qual a artista se refere como sua casa. “Eu já morei aqui nos meus sonhos. Morava nos corais”, rememorou.

A obra de Alcione Peixoto transforma as raízes, pedras, troncos e outros materiais encontrados nas areias da praia de Riacho Doce em esculturas únicas, singulares em originalidade e plurais no despertar dos sentidos de quem observa e recebe o impacto visual de suas criações. “Isso foi o que eu encontrei primeiro, e aí surgiu essa peça aqui. Eu não ia mostrar não, mas vou mostrar”, contou antes de se levantar, ir até o quarto e trazer uma de suas esculturas. O “isso” a que a artista se refere é uma raiz com ramificações, rudimentar, daquelas que ficam num eterno repouso nas areia da praia, que você passa ao lado um milhão de vezes sem sequer notá-la, mas que na mente da artesã brota a ideia de que aquilo pode ser o cabelo rastafari da sereia negra que ela quer criar e cria, batizando a obra com o nome Pérola Negra.

“Pérola Negra”, a sereia negra de cabelos rastafari. Foto: Acervo da artista

Se de um lado a terra e o mar de Riacho Doce fornecem muito das matérias presentes nas esculturas da artista, conferindo ao trabalho não só doses acertadas de forma e expressão mas também uma identidade nossa, alagoana, com textura, cheiro e imaginação, de outro o Teatro Terapêutico se apresentou na vida de Alcione para ser também um baluarte de sua realização como  pessoa e como artista plástica, tendo em vista a vasta vivência que a artesã experienciou nos últimos anos quando trabalhou como oficineira de artes em uma unidade do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas (CAPS AD), onde mergulhou de corpo e alma no universo da saúde mental, sendo até hoje uma importante e necessária voz na militância desta causa em Alagoas.

“Eu tô com um friozinho na pinta!”, gargalha depois que eu pergunto se está ansiosa para a sua estreia. Alcione Peixoto fará seu debut ao lado de Cecília Suassuna na exposição “Da Terra ao Ar”, que reunirá obras das duas artistas nesta quarta-feira, 20 de outubro, às 17h, no Riacho Doce Beach Bar. A entrada é franca. Ao Balaio Cultural, a artista revelou que também está confirmada como expositora na próxima edição da feira “Vamos subir a serra”, que ocorrerá entre os dias 12 e 15 de novembro, na Praça Multieventos, em Maceió.

SERVIÇO:

Exposição Da Terra ao Ar – Kaya Produções
Artistas: Alcione Peixoto e Cecília Suassuna
Quando: quarta-feira, 20 de outubro de 2021
Local: Riacho Doce Beach Bar
Hora: 17h
Entrada franca

Google search engine

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here