MUDEIdeNOME atrai multidão no Campo Grande

0

O Movimento Musical MUDEIdeNOME atraiu milhares de baianos e turistas ao desfilar no último dia do Carnaval dos Carnavais, nesta terça-feira (25), no tradicional circuito Osmar (Campo Grande). Os músicos Ricardo Chaves, Jonga Cunha, Ramon Cruz e Magary Lord entraram na passarela Nelson Maleiro tocando hits de sucessos do axé como “Ajayô”, “Que Arerê”, “Auê”, “Inventando Moda” e “Trio Metal”.

Com muita diversão e alegria, o cantor Ricardo Chaves prestou uma homenagem ao EVA pelos 40 anos do bloco: “Agora farei uma homenagem a um bloco que tive a honra de comandar durante cinco anos e compus essa canção como presente”, disse, antes de cantar “Eu Vou no Eva”. Neste momento, o prefeito da capital baiana ACM Neto, empolgado, desceu de um dos camarotes para integrar a pipoca com a comitiva de secretários que o acompanhava. “O Carnaval está maravilhoso e vamos fazer, mais uma vez, uma apresentação para a galera da pipoca, que está pertinho da gente”, concluiu Chaves.

Ainda durante a apresentação na passarela do Campo Grande, os músicos comemoram os sete anos do projeto MUDEIdeNOME, os 35 anos do axé e 70 anos do trio elétrico, com uma sequência de músicas, aguçando a memória afetiva do folião.

Já na Praça Castro Alves, houve um encontro surpresa com os Filhos de Gandy, onde o grupo homenageou o bloco interpretando a canção “Filhos de Gandhi”, composta por Gilberto Gil. “Viva o Gandhi”, exaltou Magary Lord.

A Pipoca do Mudei encerrou em frente ao Palácio da Aclamação, com a euforia dos foliões pedindo bis do repertório contagiante, que contou com canções que marcaram a história da música baiana, composições autorais e sucessos que fazem parte da trajetória de cada artista.

Compartilhe.

Sobre o Autor