Ellen Oléria lança CD na caixa cultural Salvador

0

A CAIXA Cultural Salvador apresenta, entre os dias 26 e 29 de maio (quinta-feira a domingo), uma série de quatro shows em que a cantora Ellen Oléria faz o lançamento, em Salvador, do seu terceiro álbum solo, Afrofuturista. O público baiano poderá conferir os espetáculos de quinta-feira a sábado, às 20h, e domingo, às 19h.

O disco independente Afrofuturista inaugura um novo ciclo na carreira artística de Ellen Oléria. Recém-mudada de Brasília para São Paulo, a nova cidade aos poucos vai imprimindo suas marcas urbanas e sonoras no trabalho da artista de 33 anos, que canta, compõe, toca violão e guitarra e ainda é atriz formada pela Universidade de Brasília (UnB).

Os ingressos serão vendidos a preços populares, a partir das 9h da quinta-feira (26), para todas as apresentações, na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador, na Rua Carlos Gomes, 57, Centro. A realização é da Janela do Mundo, em parceria com a Carne Dura Produções.

Rotas, raízes e identidade:

A estética do novo disco de Ellen Oléria, que também permeia os shows que acontecerão na CAIXA Cultural, tem muito a ver com a leveza da produção de Felipe Viegas e o toque certeiro de alabê do baiano Gabi Guedes, convidado para assumir as percussões nas apresentações em Salvador. Além disso, os versos de Roberta Estrela D’Alva, a voz forte da cubana Yusa, a sonoridade das alfaias de Seu Estrelo e o Fuá de Terreiro ajudam a dar o tom do trabalho.

Foram 20 canções gravadas para, ao final, restarem 13 que integram o álbum. O disco foi todo gravado em Brasília – onde a cantora viveu até 2015 –, e as influências da cidade estão expressas em Afrofuturista. A canção “A nave”, por exemplo, fala de uma cidade em movimento e remete ao avião que dá forma ao Plano Piloto da capital brasileira, com as suas asas Norte e Sul. “Quero viajar mais uma vez pilotando a nave”, avisa o refrão.

“Estamos falando de rotas e raízes, identidade, pertencimento. Por isso, o nome do disco não é qualquer futurismo, é um afro-futurismo. Não bélico, soror e solidário, mas baseado no conceito mais revolucionário que conheci na vida: o amor”, explica Ellen.

Apesar de inédito em Salvador, trata-se de um show maduro, com canções testadas há algum tempo pela cantora. O repertório de Afrofuturista foi selecionado ao longo das apresentações que Ellen vinha fazendo pelo Brasil, o que dá coesão ao show. “É muito gostoso ver que o povo já decorou esse repertório. Agora temos o disco e chegou a hora de mais gente, muito mais gente (risos), conhecer o trabalho”, comemora a artista.

Cantora ministra oficina:

Na quarta-feira (25) que antecede as apresentações, das 14h às 19h, Ellen Oléria realiza a oficina “Vou Aprender a Ler Para Ensinar Meus Camaradas”, em referência direta à canção “Massemba”, de Roberto Mendes e Capinan. Nesse workshop, a cantora abordará o tema Afrofuturismo, a partir da análise da produção artística histórica na diáspora negra em suas expressões mais explícitas de resistência textual.

Com o auxílio da oficineira convidada Poliana Martins, Ellen vai compartilhar com os participantes canções negras de matriz afro-brasileira, incluindo o repertório do show Afrofuturista. Serão produzidos poemas e rimas – falados e escritos – e também serão realizados exercícios de impostação vocal e expressão corporal.

A oficina oferece 20 vagas, de acordo com a ordem de inscrições, e não é recomendada para menores de 14 anos. Os interessados devem comparecer à recepção da CAIXA Cultural Salvador, localizada na Rua Carlos Gomes, 57, Centro, a partir do dia 23 de maio (segunda-feira), a partir das 9h.

FICHA TÉCNICA – AFROFUTURISTA

Ellen Oléria: direção geral, voz e guitarra

Flávio Silva: teclados

Douglas Couto: baixo

Davi Gomes: bateria

Gabi Guedes: percussão

Duração: 90 minutos

Serviço:

Espetáculo Musical: “Afrofuturista” – Ellen Oléria

Período: de 26 a 29 de maio de 2016 (quinta-feira a domingo)

Horário: às 20h (quinta-feira a sábado) e às 19h (domingo)

Local: CAIXA Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador (BA)

Ingressos: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia)

Informações: (71) 3421-4200

Classificação indicativa: não recomendado a menores de 12 anos

Conveniência: estacionamento gratuito ao lado

Foto: Diego Bresani.

Compartilhe.

Sobre o Autor