Alimentos não gordurosos e ricos em fibras

0

Quando aquela fome bate, dá vontade de atacar a primeira coisa que se vê pela frente, principalmente aqueles alimentos mais gordurosos e “gostosinhos”. Todos sabem que é importante evitar o consumo excessivo de açúcar simples e gordura saturada, mas na hora do jejum prolongado, quando o seu organismo está pedindo urgentemente por comida, essas opções devem ser cortadas.

A alimentação deve fornecer determinados elementos nutritivos – como proteínas, vitaminas e sais minerais – que cumpram a função de restaurar as células, os tecidos e os órgãos de todo o nosso organismo. E além disso, a alimentação deve contribuir com calorias equivalentes à energia gasta pelo organismo nos trabalhos realizados. Mas então, por que devemos evitar os alimentos que seriam mais ricos em calorias?

É importante saber o que os períodos de jejum prolongado causam ao organismo. “A falta prolongada de qualquer dessas substâncias provoca distúrbios e lesões no organismo, com graves consequências à saúde”, explica a nutricionista Anete Mecenas, que é Mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFRJ.

“Sendo assim, o jejum prolongado promoverá um estresse metabólico com aumento da secreção de insulina e hipoglicemia que pode ocasionar maior catabolismo de massa muscular estes fatores contribuem para um retardo no gasto energético e pode levar a um aumento das reservas de gordura”, ressalta Anete.

Este é fato é suficiente para evitar o consumo excessivo de açúcar simples e gordura saturada no desespero da fome. Entretanto, o ideal é nunca passar tanto tempo sem comer. Além do mais, o excesso de calorias fornecidas por esses alimentos, associados ao metabolismo lento ocasionado pelo jejum prolongado, pode gerar o aumento de gordura corporal com ganho de peso corpóreo bastante significativo.

A nutricionista também ressalta que os alimentos ricos em açúcar e gordura saturada devem ser evitados, independente do jejum, por causa dos efeitos colaterais associados a elevação do colesterol total e a resistência insulínica, que contribui para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Troque um pelo outro:

Bata frita X Cenoura crua com sal marinho ou chips de inhame sem óleo

Biscoito recheado X Barrinha de cereal ou cookie integral

Bebidas enlatadas X Água de coco ou chá de frutas cítricas

Salgadinhos X Damasco ou castanhas e avelãs

Doces e balas x Frutas fermelhas (cereja, framboesa, morango)

Bolos, tortas X Banana, laranja, pera, uva

Mousse X Gelatina

Brigadeiro X Chocolate amargo (máximo 3 quadradinhos)

Sorvete X Sucos de frutas sem açúcar

Lembre-se de beber bastante água sempre!

Fonte: Conquiste sua vida

Compartilhe.

Sobre o Autor