Acessórios da DM Style resgata moda das pulseiras

0

Sucesso absoluto em Salvador e todo estado da Bahia, o pulseirismo vem conquistando adeptos a cada dia e, a DM Style, melhor representante deste “movimento de moda”, segue despontando para o Brasil com seus acessórios exclusivos e de bom gosto.

Daniel Marinho, proprietário da marca, comemora o crescimento em 2016 e trouxe para 2017 muitos projetos que prometem esbanjar beleza e personalidade aos seus clientes. Um dos projetos é a inclusão de suas peças para venda em lojas física de parceiros da marca e, a apresentação da nova logomarca  da DM Style. Antes as vendas eram exclusivamente por app.

Além das parcerias estabelecidas para revenda em lojas físicas, a marca, que tem clientes de todas as tribos, abriu espaços em estúdios de tatoo para que suas peças possam ser expostas e revendidas. “Continuamos garantindo a exclusividade e personalidade de nossas peças, mas a chegada nas lojas físicas nos aproxima ainda mais da galera!” Conclui, Daniel.

Sobre Pulseirismo

Muitos acham que basta juntar tudo num braço que fica lindo! Só que não é bem assim… Na prática é um pouco mais complexo do que só escolher e colocar. Pois além de mesclar um tipo de pulseira com outra, o objetivo final é que ele esteja combinando com seu look. E para um mix de pulseiras funcionar, antes de tudo você precisa estar antenada(o) com o que faz seu estilo.

A febre denominada pulseirismo surgiu em meados de 2014 e teve um papel muito importante mostrando  como usar o acessório, pois as pessoas só estavam acostumadas a usá-lo como peça única. A mudança deu mais liberdade nas escolhas e fez com que usar pulseiras se tornasse algo muito mais divertido.

Nos anos 60 o movimento hippie já dava conta dessa ideia de uso dos acessórios por ambos os sexos. Hippies tinham um estilo muito particular, não parecendo se preocupar muito com a aparência física, e por isso era classificados pelas outras pessoas como indivíduos com apresentação e forma de vestir pouco cuidada. Se vestiam de maneira informal, com um estilo folclórico, com roupas coloridas, tiaras, pérolas, bandanas, etc!

Atravessou muito preconceito ao longo dos anos e hoje, volta em outro contexto estético de moda, chamado de pulseirismo.

Compartilhe.

Sobre o Autor